Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

Um Resgate por Muitos - Cristo Entregou-se pela Igreja

Em harmonia com o que já vimos, por exemplo, em Apocalipse 5:9 “com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda a tribo, língua , povo e nação”, Jesus disse: “O próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Marcos 10:45). Ele não disse: “resgate por todos” e sim “resgate por muitos”, assim como Apocalipse 5:9 diz: “compraste… os que procedem de toda a tribo, língua, povo e nação”. Eu sei que a palavra “muitos” não prova o meu argumento. “Muitos” poderia, logicamente, significar “todos”. O meu objectivo é apenas mostrar que “muitos” (em vez de “todos”) se harmoniza com os limites que temos vindo a observar.

 

De modo semelhante, na última ceia, Jesus disse: “Isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para remissão dos pecados” (Mateus 26:28). Hebreus 9:28 diz: “Assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação”. E Isaías 53:12 diz que o Servo sofredor “levou sobre si o pecado de muitos”.

 

Cristo Entregou-se pela Igreja

 

Uma das passagens mais claras sobre a intenção específica de Deus na morte de Cristo é Efésios 5:25-27:

 

Maridos, amai a vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem da água da palavra, para se apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito.

 

Nesta passagem, Paulo diz que o beneficiário da morte de Cristo é a igreja, a noiva de Cristo. Uma das razões por que sou zeloso por esta doutrina da expiação limitada ou redenção particular é porque desejo que a noiva de Cristo seja impelida apropriadamente pelo amor particular que Cristo teve por ela quando morreu. Não foi um amor que envolve todo o mundo; foi um amor que comprou uma noiva. Deus conhecia aqueles que eram seus. E enviou o seu Filho para obter esta noiva:

 

Do céu, Ele veio e a buscou

Para ser a Sua noiva santa;

Com Seu sangue, a comprou

E, pela vida dela, Ele morreu.

(Samuel J. Stone)

 

Neste sacrifício, há um amor particular pela noiva, que a igreja perde de vista ao pensar que Deus não tinha em mente um povo específico quando comprou a igreja com o sangue do Seus Filho. Eu costumava dizer à igreja na qual servia: amo todas as mulheres desta igreja, mas amo a minha esposa de uma maneira especial. Eu não queria que Noel pensasse que ela é amada porque eu amo todas as mulheres da igreja e porque ela é uma mulher. Há um amor universal por todos, mas um amor particular que Cristo tem pela noiva. E, quando Ele morreu, havia um alvo específico na Sua morte em favor dela. Ele conhecia-a desde a fundação do mundo e morreu para a obter.

 

Próximo post: A Lógica Preciosa de Romanos 8:32