Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

Sobre a cessação dos dons espirituais:

"... mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado." -1... Coríntios 13:8-10

Sobre a cessação dos dons espirituais:
Respeitando e amando os que acreditam nisso, a verdade é que a exegése que fazem de 1 Coríntios 13:8-10, é, no mínimo, pobre e fácil de contrariar.
Claro que isso não vai mudar ideias cauterizadas {#emotions_dlg.sidemouth} mas nada nos impede de questionar e ensinar aos que são ensináveis claro!
Eu creio que os dons do Espírito Santo nunca cessaram e, a Bíblia, ao contrário de alguns teólogos, não nos diz nada parecido com isso.
O texto usado para afirmar que os dons cessaram é: "O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado." -1 Coríntios 13:8-10
Colando "quando vier o que é perfeito" à suposição errada de que "o que é perfeito" é a Palavra de Deus em toda a sua revelação, os cessacionistas decidiram que Paulo se referia aos dons espirituais e não à 2ª volta de Cristo!
O argumento que usam, diz que o apóstolo Paulo ensina que os dons foram temporários e que, assim que tivéssemos as Escrituras do Novo Testamento completas, os dons não mais seriam necessários. Portanto, desde o fim da era apostólica nunca mais existiram tais dons, e é muito errado desejá-los.
Seria um exercício de inteligência e independência perceber que, o que Paulo diz acerca dos dons (como as línguas e a profecia), diz também acerca do conhecimento {#emotions_dlg.sidemouth}Ora, para sermos coerentes teríamos que dizer que, visto que já temos as Escrituras, o conhecimento deixou de existir, a ciência desapareceu, mas... sabemos que nada disso aconteceu, certo?
O apostolo Paulo, no vers. 10 contrasta a verdade sobre a Igreja na terra, com o que será verdade sobre nós como membros da Igreja quando finalmente seremos glorificados, ao dizer: "Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido." (1 Coríntios 13:12).
É quase inconcebível que as pessoas coloquem os dons e o amor como opostos e digam que o dom do amor põe os outros dons na rua, ou que Paulo diz que não devemos levar os demais dons em conta... Isso não é interpretação, é preconceito!
Foto: "... mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado." -1 Coríntios 13:8-10Sobre a cessação dos dons espirituais:Respeitando e amando os que acreditam nisso, a verdade é que a exegése que fazem de 1 Coríntios 13:8-10, é, no mínimo, pobre e fácil de contrariar. Claro que isso não vai mudar ideias cauterizadas... mas nada nos impede de questionar e ensinar :) aos que são ensináveis claro!Eu creio que os dons do Espírito Santo nunca cessaram e, a Bíblia, ao contrário de alguns teólogos, não nos diz nada parecido com isso. O texto usado para afirmar que os dons cessaram é: "O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado." -1 Coríntios 13:8-10Colando "quando vier o que é perfeito" à suposição errada de que "o que é perfeito" é a Palavra de Deus em toda a sua revelação, os cessacionistas decidiram que Paulo se referia aos dons espirituais e não à 2ª volta de Cristo! O argumento que usam diz que o apóstolo Paulo ensina que os dons foram temporários e que, assim que tivéssemos as Escrituras do Novo Testamento completas, os dons não mais seriam necessários. Portanto, desde o fim da era apostólica nunca mais existiram tais dons, e é muito errado desejá-los. Seria um exercício de inteligência e independência perceber que, o que Paulo diz acerca dos dons (como as línguas e a profecia), diz também acerca do conhecimento... Ora, para sermos coerentes teríamos de dizer que, visto que já temos as Escrituras, o conhecimento deixou de existir, a ciência desapareceu ;), mas... sabemos que nada disso aconteceu, certo?O apostolo Paulo, no vers. 10 contrasta a verdade sobre a Igreja na terra, com o que será verdade sobre nós como membros da Igreja quando finalmente seremos glorificados, ao dizer: "Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido." (1 Coríntios 13:12).É quase inconcebível que as pessoas coloquem os dons e o amor como opostos e digam que o dom do amor põe os outros dons na rua, ou que Paulo diz que não devemos levar os demais dons em conta... Isso não é interpretação, é preconceito!

1 comentário

Comentar post