Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

SERMÃO DO MONTE - Mateus 5:13-20

"Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.
Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir." - Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus." -
 Mateus 5:13-20

 

Versículo 13 - Se um tempero não tiver sabor, não fará diferença. Se os cristãos não fizerem um esforço para influenciar o mundo ao seu redor, serão de pouco valor para Deus. Se formos semelhantes ao mundo, não teremos importância. Os valores cristãos não devem ser misturados com os mundanos, a fim de que influenciemos as outras pessoas positivamente, da mesma maneira que o tempero na comida ressalta o melhor sabor.

 

Versículos 14-16 - Será possível esconder uma cidade no topo de uma montanha? Não, de noite, sua luz pode ser vista a quilómetros de distância.

Se vivemos para Cristo, brilharemos como luzes e mostraremos aos outros como Cristo realmente é. Esconderemos nossa luz se:

1) Ficarmos calados, quando devemos falar.

2) Se nos juntramos à multidão.

3) Se negarmos a Luz.

4) Se deixarmos que o pecado escureça a luz que há em nós.

5) Se não explicarmos aos outros sobre a origem da nossa luz e alegria.

6) Se ignorarmos as necessidades dos outros.

Seja um farol da verdade, não oculte a luz de Cristo ao restante do mundo!

 

Versículo 17 - As leis morais e cerimoniais de Deus foram dadas para ajudar as pessoas a amar a Deus com todo o coração e entendimento. Ao longo da história de Israel, porém, essas leis foram frequentemente citadas erróneamente e mal empregadas. Na época de Jesus, os líderes religiosos haviam transformado as leis num conjunto confuso de regras.

Quando Jesus expôs o seu entendimento acerca das Lei de Deus, na verdade, estava reconduzindo as pessoas ao propósito original para o qual a lei fora criada. Jesus não criticou a lei, mas sim os abusos e os excessos a que os homens a sujeitaram "Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo." -  João 1:17.

 

Versículos 17-20 - Se Jesus não veio abolir a lei, todas as leis do AT ainda se aplicam  a nós hoje? É preciso lembrar que havia três categorias de leis: a cerimonial, a civil e a moral.

1) A lei cerimonial diz respeito especificamente à adoração por parte de Israel (ver Levítico 1:2-3). Seu propósito primário era apontar adiante, para Cristo, portanto, não seria mais necessária depois da morte e ressurreição de Jesus. Mesmo não estando mais ligados à lei cerimonial, os princípios que constituem a base da adoração _ amar e adorar ao Deus Santo _ ainda se aplicam. Jesus foi frequentemente acusado pelos fariseus de violar a lei cerimonial.

2) A lei civil aplicava-se à vida cotidiana em Israel (ver Deuteronómio 24:10-11). Pelo facto de a sociedade e a cultura modernas serem tão radicalmente diferentes das daquele tempo, esse código como um todo não pode ser seguido. Mas os princípios éticos contidos nos mandamentos são atemporais, e devem guiar nossa conduta. Jesus demonstrou estes princípios por meio da sua vida exemplar.

3) A lei moral (como os Dez Mandamentos) é a ordem directa de Deus, exige uma obediência total (ver Êxodo 20:13), pois revela sua natureza a vontade. Assim, ainda é aplicável em nossos dias. Jesus obedeceu completamente à lei moral.