Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

Preciso de uma Igreja?

«Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, aos SANTOS E IRMÃOS fiéis em Cristo, que estão em Colossos: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.» (Colossenses 1:1,2)

 

Há uma frase muito impactante, popular e verdadeira que diz: «Ir à igreja não faz de ti um cristão!»

Mas, a frase mais certa seria: «Se tu és realmente um cristão, congregarás com outros cristãos numa igreja local!»

 

«SANTOS». Se nos devotássemos a ler, estudar e meditar na Palavra de Deus, perceberíamos que a palavra «santo» nunca ocorre no singular. A santidade não pode ser uma virtude privada, um exercício solitário: é conjuntamente e em Cristo Jesus que somos santos. É conjuntamente que devemos buscar a santidade. Separado do mundo, dedicado a Deus: é isso que o primeiro termo sugere, enquanto que, ao mesmo tempo, nos prepara para o segundo.

«IRMÃOS». Isto segue-se logicamente à ideia de ser separado. Verdadeiramente, Deus tem-nos separado do mundo, mas, ao separar-nos do mundo, introduziu-nos numa família, porque o cristão é, por natureza e chamada, um «irmão».
Esta palavra «irmão» também significa que o cristão não pode fazer só a sua própria vontade ou «segui-la sozinho». Não foi feito para a solidão, mas para a solidariedade, e esta solidariedade tem de ser num sentido prático. Não é suficiente para o cristãos dizer que, espiritualmente pertence à igreja universal. Embora um tal vínculo seja de primeira importância, não é suficiente por si mesmo.

O cristão tem de ser verdadeiramente um irmão, isto é, ele deve dar e receber, amar e ser amado, chorar com os que choram, alegrar-se com os que se alegram; deve também buscar a vontade de Deus na companhia dos seus irmãos e aceitar a necessidade de uma disciplina comum, no seio da família espiritual local à qual pertence. Dentro desta estrutura de relações fraternais pode crescer em aspectos de ordem prática. É esta a razão porque é um privilégio estar ligado à igreja, ou melhor ainda, ser um membro da igreja – do Corpo de Cristo.

Mas, tanto a irmandade como a santidade, só podem existir em Cristo: «IRMÃOS EM CRISTO». Se procurarmos uma irmandade fora de Cristo esperam-nos grandes desapontamentos. Procurar isso na linha das nossas preferências e afinidades dentro de um grupo social particular, com interesses ou inclinações comuns, é convidar o insucesso e o desaire. Podemos escolher os nossos amigos, mas não os nossos irmãos; exactamente como estes nos são «dados» na família humana, também nos são dados «em Cristo». Seja o que for que possamos pensar, eles são o melhor e o mais útil para o nosso eterno bem. A escolha de Deus é sempre a melhor. Não somente devemos viver ou conviver com eles, mas não podemos viver sem eles!

«Nós sabemos que passámos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama o seu irmão permanece na morte.» (1 João 3:14).

 

congregar.jpg