Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

O indivíduo beneficia espiritualmente quando a Palavra o fortalece contra o pecado.

As Sagradas Escrituras foram-nos dadas não somente com o propósito  de nos revelar a nossa pecaminosidade inata, ou  de mostrar as  muitas e muitas maneiras mediante as quais carecemos "da glória de Deus"  (Romanos 3:23), mas também para nos ensinar como podemos obter  livramento do pecado, como podemos ser livres de desagradar a Deus.  "Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti" (Salmos  119:11).

E, de cada um de nós é requerido o seguinte: "Aceita, peço-te, a  instrução que profere, e põe as suas palavras no teu coração" (Jó  22:22).

O que precisamos é: dos mandamentos,  das advertências e das exortações da Bíblia, para que sejam como que o nosso tesouro particular; devemos memorizá-los, meditar sobre os mesmos,  orar a seu respeito e pô-los em prática. 

A única maneira eficaz de  se evitar que um terreno qualquer seja invadido por ervas daninhas: é  semear ali a boa semente: "...vence o mal com o bem" (Romanos 12:21).  Por conseguinte, quanto mais "ricamente" estiver habitando em nós a  Palavra de Cristo "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração." (Colossenses 3:16), menos espaço haverá para o  exercício do pecado, em nossos corações e em nossas vidas.

Não é  suficiente apenas concordarmos com a veracidade das Escrituras, mas é  necessário que elas sejam recebidas em nossos afetos. É uma verdade  solene aquela em que o Espírito Santo especifica a base da  apostasia, "...porque ao amor da verdade eles não receberam" (2 Tessalonicenses 2:10, grego).

"Se essa semente ficar apenas na  língua ou na mente, se for apenas uma questão de palavras ou de  especulação, não demorará muito para que desapareça. A semente que jaz à  superfície será apanhada pelas aves do céu. Portanto, que cada qual a  esconda no mais profundo do seu ser; que vá dos ouvidos para a mente, da mente  para o coração; e que ela penetre cada vez mais profundamente. Somente quando ela exerce um domínio soberano sobre o coração,  é que a receberemos  na força de seu amor – quando ela é mais cara para nós que nossas  concupiscências mais queridas, então  apegamo-nos a ela". (Thomas  Manton).

Não há qualquer outra coisa que nos preserve das infecções  deste mundo, que nos livre das tentações de Satanás, que se mostre  tão eficaz contra o pecado, como a Palavra de Deus recebida  em nossos afetos: "No coração tem ele a lei do seu Deus; os seus passos  não vacilarão" (Salmos 37:31).

Enquanto a verdade se mostrar activa no nosso íntimo, despertando-nos a consciência e sendo realmente amada par  nós, seremos preservados da queda. Quando José foi tentado pela esposa  de Potifar, respondeu ele: "... como, pois, cometeria eu tamanha  maldade, e pecaria contra Deus?" (Gênesis 39:9).

A Palavra de Deus achava-se no seu coração, pelo que também prevaleceu sobre os seus desejos.  Essa é a inefável santidade, o grandioso poder de Deus, o qual é  poderoso tanto para salvar como para destruir.

Nenhum de nós  sabe em que ocasião será sujeito às tentações; portanto, é mister  estarmos preparados contra elas. "Quem há entre vós que ouça isto? que  atenda e ouça o que há de ser depois?" (Isaías 42:23).

Sim, compete-nos  antecipar o futuro e fortalecermo-nos intimamente para ele,  entesourando a Palavra em nossos corações, para as emergências futuras.

 

A. W. Pink

Livro: Enriquecendo-se Com a Bíblia, Ed. Fiel, 1979.

No post seguinte veremos como: "O indivíduo se beneficia espiritualmente quando a Palavra o leva  a praticar o contrário do pecado."