Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

O indivíduo beneficia espiritualmente quando a Palavra o conduz à confissão de pecado.

Com respeito ao ouvinte do solo rochoso foi dito que  "...esse é o que ouve a palavra e a recebe logo, com alegria; mas não  tem raiz em si mesmo, sendo antes de pouca duração..." (Mateus 13:20,  21).

Porém, acerca daqueles que foram convencidos de pecado, sob a  pregação de Pedro, está registado que eles se sentiram compungidos em  seus corações "E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?" - Atos 2:37

O mesmo contraste é verificado hoje.  Muitos ouvem um sermão floreado ou um discurso sobre a "verdade  dispensacional", que exibe a capacidade de oratória ou mostra a  habilidade intelectual do orador, mas que, usualmente, não contém  qualquer aplicação à consciência. Aquela exposição é recebida com  aprovação, mas ninguém é humilhado diante de Deus e nem é levado a andar  mais perto d'Ele, por ela.

 

Porém, deixe-se que um servo fiel do  Senhor (o qual pela graça divina não busca adquirir reputação por  "brilhantismo") faça os ensinamentos bíblicos exercerem pressão sabre o  caráter e a conduta, desvendando os tristes fracassos até mesmo dos  melhores entre o povo de Deus, e embora a multidão despreze o  mensageiro, as pessoas realmente regeneradas sentir-se-ão gratas pela  mensagem que as leva a lamentarem-se diante de Deus e a clamarem: "Miserável homem que eu sou!" -  Romanos 7:24

Assim acontece quando  lemos pessoalmente a Palavra. E assim sucede quando o Espírito Santo a  aplica de tal maneira que somos levados a ver e a sentir nossa corrupção  íntima, para que sejamos verdadeiramente abençoados.

Que palavra  encontramos no trecho de Jeremias 31:19: "Na verdade, depois que me  converti, arrependi-me; depois que fui instruído, bati no peito; fiquei  envergonhado, confuso, porque levei o opróbrio da minha mocidade!"

_ Meu prezado amigo, você conhece algo parecido com essa experiência?

_ Os  seus estudos da Palavra de Deus produzem um coração quebrantado e levam-no a humilhar-se perante Deus?

_ Você fica convicto de seus pecados, de  tal modo que é levado a arrepender-se diariamente perante ele?

O  cordeiro pascal tinha de ser comido com "ervas amargas" (Êxodo 12:8).  Por semelhante modo, quando realmente nos alimentamos da Palavra, o  Espírito Santo  torna-a "amarga" para nós, antes de a tornar doce ao  nosso paladar.

Notemos a ordem das coisas, no trecho de Apocalipse 10.9:  "Fui pois, ao anjo, dizendo-lhe que me desse o livrinho. Ele então me  falou: Toma-o, e devora-o; certamente ele será amargo ao teu estômago,  mas na tua boca, doce com o mel".

Essa será sempre a ordem da  experiência: primeiro deve vir a lamentação, e só depois vem o  consolo "- Mateus 5:4primeiro a humilhação, e depois a exaltação "- 1 Pedro 5:6

 

A. W. Pink

Livro: Enriquecendo-se Com a Bíblia, Ed. Fiel, 1979.

No post seguinte veremos como: "O indivíduo se beneficia da Palavra,  espiritualmente falando, quando ele odeia o pecado com maior  profundidade."