Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

O Deus que reúne e transforma o Seu povo

"Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós, Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo" - Efésios 4:31-32

Assim, somos levados de volta à cruz.
O cristianismo bíblico não vem acompanhado de uma porção de regras pré-formuladas, como se elas fossem a essência do cristianismo.
É verdade que os versículos acima nos falam de coisas que devemos e que não devemos fazer, como por exemplo: "falar a verdade e livrar-nos de toda a amargura e da malícia". Há uma estrutura moral nesta passagem.
No entanto, a motivação fundamental do cristianismo, não é a adopção de novas regras. Pelo contrário, somos exortados: "sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo."
O Espírito de Deus transforma-nos porque nos leva de volta à cruz, para que toda a nossa moralidade seja, antes e acima de tudo, uma função de gratidão a Deus pelo que Cristo já fez. Vendo o quanto Deus já nos perdoou por meio daquilo que Cristo fez na cruz, como podemos nutrir amargura para com os outros? Olhando para o que ainda está reservado para o futuro, que já recebemos em parte, pelo penhor do Espírito, que fortalece a nossa resolução moral e nos dá vislumbres de um novo céu e uma nova terra, como podemos ficar presos nos dolorosos, agonizantes e limitados interesses de um mundo que passará?
Estamos destinados à eternidade com o Deus Todo-Poderoso! Isso muda tudo.
Quando há um deslize moral na igreja ou no mundo, precisamos, acima de tudo, ter um entendimento exacto, denso e rico do evangelho, pois ele transforma-nos. O Espírito Santo, que Jesus enviou, capacita-nos a viver de maneira diferente da que vivíamos antes. Todo aquele que tem em si mesmo esta vida, não vive da maneira que costumava viver. Como o vento misterioso cujos efeitos podemos ver, mas cujo mecanismo é frequentemente obscuro, podemos não entender as operações do Espírito, mas vemos os resultados. Isso aplica-se a todos os que são nascidos de Deus. Por isso lemos:
"Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave." - Efésios 5:1-2

D. A. Carson
O Deus Presente