Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

Faz o que eu digo, não faças o que eu faço?

"Há bastante tempo, [...] veio um casal amigo aqui em casa e me sugeriu que quebrasse todos os discos mundanos (na época eram de vinil) pois isso não agradava a Deus. Mesmo não concordando, pois nunca ouvi músicas chulas, então na presença deles quebrei minha colecção do Roberto Carlos, dos Beatles e mais alguns populares. Ótimo, ficaram satisfeitos e cumpriram a missão de ensinar o q era correto aos olhos do Pai, assunto encerrado. Mas acontece que esses dias, ele postou aqui no face uma musica exatamente do Roberto Carlos, numa declaração de amor. Então, na hora me veio à memória o fato citado acima, dos discos quebrados... [...] perguntei o q fez eles mudarem de opinião? Se foi o conceito sobre o assunto q mudou ou se eles se adaptaram com a modernidade do "nada a ver". Não me deram uma resposta convincente, só disseram q excluíram a postagem, já q eu tinha ficado indignada. [...] eu te pergunto, fiz certo ou não em questiona-los? Afinal o que eles pregaram na época usando o nome de Deus, não poderia mudar nunca, não é mesmo? Penso q mesmo q o mundo mude, eles teriam q manter a opinião, pois na época eles agiram como porta voz do Pai. Eu fiquei tão decepcionada com eles, q no fundo agora me arrependi de ter quebrado meus discos. E acho q ainda ficaram magoados comigo, como se a errada fosse eu, mas creio q é pq ficaram com vergonha pois não contavam com minha memória tão boa. [...]."

 

Esta situação foi-me colocada por uma irmã em Cristo. Eis a minha resposta:

 

Este é o problema do legalismo!

Os fariseus teriam feito a mesma coisa que eles fizeram: acrescentar regras à lei de Deus de forma a torná-la cada vez mais pesada. Não estou a condenar o casal que lhe pediu para queimar os seus discos. Acredito que aprenderam assim e o possam ter feito com zelo, mas, como é puro legalismo, acabaram eles mesmos por fazer o que lhes ensinaram apesar de não ser correcto.

Amada irmã, em Cristo somos livres para escolher tudo o que fazemos e, se Ele é realmente o nosso Senhor e o Seu Espírito habita em nós, Ele vai contender connosco quando ouvimos certo tipo de música ou quando fazemos algo que O entristeça.
 

Há música tocada e cantada no mundo, por pessoas do mundo, mais edificante do muita música rotulada de gospel, mas que só exalta o ego humano e tem letras totalmente contrárias à Escritura e, portanto, bem mais perigosa do que a "música do mundo".

Agora, passados tantos anos do mal feito e de ter destruído os seus discos, não permita que o ressentimento cresça no seu coração porque é isso que o inimigo das nossas almas pretende. Procure entender que esse casal pode ter tido a melhor das intenções, mas que acabou por ser vítima do legalismo. É normal que algumas pessoas se sintam magoadas quando são confrontadas, embora devessem, isso sim, tentar esclarecer e até pedir perdão se reconheceram que tiveram uma atitude hipócrita.

Ore por eles, perdoe-lhes, e ouça a música que entender porque há muito boa música do "mundo", da mesma forma que há música má demais (leia: letra). Há algo que é urgente entendermos:

 
O que é "música do mundo"? É a música feita por alguém que não é crente?
 
Então, para sermos coerentes, não devemos usar nada feito por descrentes: calçado, vestuário, alimentação, entretenimento, etc. porque tudo isso é "do mundo". Se "música do mundo" é aquela que vai contra os valores de Deus porque promove sexo fora do casamento, traição, adultério e vingança, devemos evitá-la da mesma forma que devemos evitar muita música gospel que contém erros doutrinários graves.

 

Se com música do "mundo" nos referimos ao ritmo - rock, heavy metal, hip hop, funk, fado, etc. _ temos outro problema, pois não existe como definir um ritmo que seja "santo" e outro que seja "mundano".

Eu ouço música composta por incrédulos que tem uma boa letra (bom conteúdo). Afinal, nós sabemos que tudo o que é bom vem de Deus. "Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação." Tiago 1:17

 

Peçamos a Deus que nos ajude a escolher bem, e não nos coloquemos sob o jugo de ninguém! "Examinai tudo. Retende o bem." 1 Tessalonicenses 5:21

 

Siga em frente minha irmã. Você não vai ter os seus discos de vinil de volta, mas isto pode ter servido para a levar a libertar-se do jugo do legalismo e a dar graças a Deus por isso. Espero ter ajudado e estou disponível para esclarecer alguma coisa.

 

Deus a abençoe!

 

Russell  Shedd 2.JPG

 

Maria Helena Costa