Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entenda a Palavra de Deus

Entenda a Palavra de Deus

Basta Ter Fé! _ Será?


"Um só Senhor, [Jesus Cristo] uma só fé [n'Ele], um só batismo [consciente];" - Efésios 4:5

Os religiosos, das mais diversas religiões gritam: «BASTA TER FÉ!» _ SERÁ?
 
Não. Não basta ter fé. Até porque a palavra "fé" está vulgarizada e não pressupõe sequer que, a verdadeira fé, a fé que salva, é algo que nos é dado por Deus. A fé salvifíca não é algo que tenha a ver com o nosso eu ou faça parte da nossa humanidade.
As pessoas têm fé em muitas pessoas, mitos, lendas, mentiras e até em coisas: _ fé na senhora, no deus criado por elas mesmas, nos amuletos, nas rezas, nos santinhos, nas alminhas, no bruxo, nos astros, nos astrólogos; fé numa boa colheita, nos juros que o dinheiro vai render ao fim do mês, na estabilidade da empresa que lhes paga o ordenado, até têm fé que amanhã estarão vivas... Sim, porque é preciso ter fé para dar o amanhã como garantido e para fazer planos para o futuro.
 
No entanto, por muitas "paletes de fé" que as pessoas possam ter em tudo isso, elas continuam perdidas, sem Deus e sem salvação. Muitas pessoas gritam aos 4 ventos: «_ Eu amo Jesus!»
Eu pergunto: «_ Qual Jesus?»
O Jesus que é Deus, Aquele que veio a este mundo, para pagar o mais alto preço pela nossa salvação diz:
 
"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda (obedece) esse é o que me ama; ..."  (João 14:21a)
 
A verdadeira fé, a fé no Deus Vivo e Verdadeiro, é sempre acompanhada pela obediência à Sua Palavra, caso contrário, é uma fé idólatra, uma fé mística, uma fé cega e mal direcionada!
 
Sim, é preciso ter fé, muita fé, para arrancar pedaços dos joelhos que se arrastam durante 1 ou 2 km atrás duma procissão, numa rua de paralelo ou na areia, a subir uma escadaria que parece não ter fim, mas... De nada aproveita! É uma fé cega, despida do conhecimento de QUEM Deus é e dos Seus mandamentos. É uma fé herdada, uma fé baseada no que se diz, na tradição... Uma fé que leva quem tem "tanta fé" a desobedecer a Deus e a fazer coisas que Ele abomina, provocando a Sua ira.
 
É verdade que não podemos, nem devemos, julgar a fé de ninguém, mas podemos e devemos falar sobre a única FÉ SALVÍFICA, porque não é o tamanho da fé que alguém tenha que salva, mas sim o Autor da fé, o Alvo da fé verdadeira e o que ela produz na vida daqueles que afirmam tê-la.
 
A fé do mundo, a fé mística, é uma fé que só busca os próprios interesses porque só rasga os joelhos em troca de uma qualquer benesse e depois de a receber. É uma fé que está a marimbar-se para a vontade de Deus, mas que usa Deus para se servir. É uma fé que usa as boas obras para ganhar méritos aos olhos de Deus... Uma fé interesseira, de mão dupla «Se Tu me deres, eu faço!» 
 
Só a fé que transforma, que nos conduz ao arrependimento sincero, que nos leva a odiar o pecado e a depositar a nossa confiança em Cristo é a fé dada por Deus, a fé que nos leva a desejá-Lo acima de tudo e de todos, a fé que diariamente mata o nosso eu e anseia substitui-lo por Cristo, a fé que pode afirmar sem qualquer dúvida:
 
"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim." - Gálatas 2:20
 
Maria Helena Costa
 

cego.jpg

 

 
 
 
 

2 comentários

Comentar post